Parece que o UW vai mesmo renascer, mas desta vez com o PWR. A equipa encontrou a Solução. Agora podem prepara-se. Porque vai haver competição...
Domingo, 22 de Fevereiro de 2009

Destiny Cronics #2

 

Mais uma vez, FaBiNhO está a postar, e só pode significar uma coisa: “É hora de eu alcançar o sucesso, pois… destiny will be mine”. Bem-vindos à segunda edição desta rubrica, e depois de grandes choques terem acontecido no No Way Out, seguimos agora para as bodas de prata do glorioso pay-per-view, de nome Wrestlemania. Mas antes de tocar neste assunto vamos fazer uma boa revisão ao mais recente pay-per-view da WWE.

 

No Way Out


WWE Championship Elimination Chamber

 

Ora o campeão da WWE, Edge não queria defender o seu título contra 5 dos melhores da Smackdown, e o mais chocante para mim e para todos foi logo o início do combate, em que passados 4 minutos e qualquer coisa, Jeff Hardy eliminou Edge, e este ficou também chocado, pensando que tinha só sido uma contagem de 2, ou seja, estávamos garantidos com um novo campeão da WWE. Umas curiosidades aqui, é que o Jeff Hardy foi o que fez a maioria dos spots e o russo de nome Vladimir Koslov fez um “botch” do “Snake eyes” do Undertaker, e isso é muito mau. Depois destas curiosidades, descobri que só restavam três que eram o Triple H, Undertaker e Jeff Hardy, e pensei eu: “Eu só espero que o Jeff ganhe”. Dito isto, o “Fenómeno” acaba de eliminar o irmão mais novo dos Hardys. Após esta situação, os últimos dois deram-nos uma excelente batalha, em que os dois aplicaram os golpes finais e safaram-se, e teve de ser o Triple H com um segundo “Pedigree” para eliminar Undertaker.

 

 

Agora é a parte em que me perguntam se concordo ou não com o Triple H a ser pela 13ª vez campeão. Eu tenho a dizer que concordo e porquê? Simplesmente porque ele vai ser agora preciso na história dos McMahon’s contra Orton, e viu-se bem esta passada segunda em que o vencedor do Royal Rumble deste ano deu um pontapé na cara do Shane e para piorar, aplicou um “RKO” na mulher do novo campeão da WWE, ou seja, nas bodas de prata será HHH vs Orton com uma estipulação qualquer pelo título da WWE. Por isso, não é por ser genro do patrão que tem de ser sempre campeão, apenas foi preciso na história, e provavelmente na Wrestlemania, veremos o Orton a ganhar o título.

 

Uma nota em relação a isto, é que este é o 4º pay-per-view seguido em que se muda o título da WWE, e se na Wrestlemania o Orton ganhar, verão pelo 5º pay-per-view consecutivo uma mudança do título da WWE.

 

Nota: 18/20

 

No Holds Barred Match

 

Ainda mais chocado fiquei com o combate de Shane não ser o “main-event” ou o penúltimo combate. Esta rivalidade entre Shane e Orton virou-se muito pessoal neste combate de regras extremas, pois tanto Orton e Shane aplicaram golpes muito extremos. Para ser sincero, estava à espera de um bocadito mais deste combate, não me perguntem porquê, mas creio que para um combate que era extremamente pessoal, haveria de durar mais, porque apenas com um “RKO” o Orton ganha, e não havia de ser assim. Se fosse bastante bom, era ambos safarem-se dos golpes finais dos adversários e depois no final o Orton aplicar um “RKO” através de qualquer coisa. Mas na minha opinião, este combate foi bom (não excelente) e a partir daqui muita coisa pode acontecer.

 

 

Já vos tinha contado na última crónica que o mais provável era vermos o John Cena a defender o seu título mundial contra Orton na Wrestlemania em honra dos McMahon’s. Bem, eu estava enganado, pois nesta passada segunda, vimos uma luta não sancionada entre Shane e Orton, e como já disse, o final não foi dos melhores para os filhos do presidente, e eis que Triple H apareceu para ver como estava a sua mulher. E viu-se pela cara do novo campeão que vai haver um confronto épico (espero eu) entre eles.

 

Uma curiosidade neste combate “No Holds Barred Match” é que Orton sangrou. UAU!!! Essa parte sem dúvida gostei, e já tenho saudades do sangue que alguns lutadores derramavam nos combates extremos.

 

Nota: 16/20


ECW Championship

 

Ora eis um combate que me desiludiu um bocado, pois para além de durar quase 9 minutos, o campeão não usou aquelas técnicas de wrestling amador muitas vezes, como costuma fazer em todos os combates dele. Esta rivalidade foi mais ou menos bem construída, porque se o No Way Out fosse um bocado mais tarde, o Jack Swagger podia tornar a rivalidade ainda mais pessoal, atacando o filho de Finlay nos bastidores, fazendo o pai passar-se dos cornos. A forma como acabou o combate foi um bocado estúpida, porque foi o Hornswoggle, acho eu, que distraiu o pai, fazendo com que o campeão empurrasse Finlay contra o pequeno, e aplicasse a “Gutwrench Powerbomb” que ele gosta de usar.

 

 

E a partir daqui, aonde é que ficamos? Como se descobriu há duas semanas atrás, o Christian fez o seu maravilhoso regresso, chocando a todos com uma vitória sobre o campeão sem o título em jogo. Esta passada terça tivemos um Tag Team Match em que Finlay e Christian enfrentaram a equipa de Swagger e Mark Henry. A vitória recaiu na equipa dos bons, em que Christian fez o que nunca ninguém fez, que foi reverter o golpe final de Swagger para o “Unprettier”, agora com o nome de “Killswitch”, sabendo lá porquê. Agora nesta próxima terça veremos o Swagger a defender o título na ECW contra Christian, e a pergunta agora é: “Será que à terceira é de vez?”.

 

Uma coisa interessante no combate entre Swagger e Finlay é que o Christian não teve um papel, nem de comentador, nem de ajudar Finlay, entre outras coisas.

 

Nota: 12/20

 

All or Nothing Match

 

Este combate tratava-se de apenas duas coisas. Se o JBL ganhasse, ele ficaria com o nome do HBK para fazer publicidade e Shawn tinha de trabalhar para ele para sempre, ou então se o HBK ganhasse, JBL pagava-lhe tudo o que o HBK fez por ele, e ficava livre de trabalhar para ele. Para piorar a situação, o JBL disse ao “Rei do Espectáculo” para trazer a mulher dele para ver o combate. Eu acho que toda a gente concorda comigo no facto de o JBL já não dar aqueles combates que dava antigamente. Porque desde que ele regressou, os combates dele ficam muito lentos, e alguns até já dizem para o Vince despedir a ele, e eis onde eu digo que não, pois ninguém repara mas ele tem grandes promos sempre que vai para o ringue falar, e não digam que não é verdade. Em termos de microfone, ele é um espectáculo, mas no ringue, nem mesmo contra o HBK, os combates são muito lentos, mas ainda consegue fazer algumas manobras.

 

 

Nesta passada segunda, descobrimos que o JBL e o HBK vão-se defrontar mais uma vez no próximo RAW para descobrir quem vai enfrentar Undertaker na Wrestlemania. Isto ficou um bocado óbvio quem é que o vai enfrentar, mas nesta passada sexta, a Vickie diz o Taker é um lutador da Smackdown, logo nem o JBL nem o HBK têm direito a quebrar a onda de vitórias na Wrestlemania. E disse ainda que vai mandar o Koslov destruir um deles. Enfim, será que ainda veremos o sonho de muitos estragado? O sonho de poder ver HBK vs Taker? Eu só espero bem que não aconteça isso. Porque se o Koslov enfrenta Taker, vai haver muitos enganos por parte de Koslov, como foi na câmara de eliminação da Smackdown. Ainda estamos a rezar para que HBK enfrente Taker numa épica batalha nas bodas de prata.

 

Curiosidade do combate entre JBL e HBK, é que a mulher do Shawn chegou a interferir no combate entre eles, pois quando o JBL estava no exterior a falar mal a ela, esta levantou-se e deu um grande murro na cara do ex-patrão do HBK.

 

Nota: 13/20


World Heavyweight Championship Elimination Chamber

 

Ora eis uma jogada genial da WWE, pois a Vickie num segmento dos bastidores disse a Edge que ele perdeu o título e que foi por causa dele próprio. Isto deixou o Edge meio a pensar, e no momento da câmara de eliminação da RAW, enquanto o Kofi fazia a entrada, uma pessoa atacou-o, descobrindo segundos mais tarde que era o “Derradeiro Oportunista” Edge. Atacou-o brutalmente com um “Con-chair-to” deixando-o inconsciente e fazendo com que Edge se inserisse pessoalmente na câmara de eliminação. Rey passou-se e Edge fazia de tudo para que ele não atacasse. O primeiro choque desta Chamber foi revelado. Depois o combate desenrolou-se até que finalmente o campeão, que entrou em último, criou ímpeto. Mas surpreendentemente fora eliminado após 4 minutos e pouco de ter entrado, com um combinação de “Codebreaker”, “619” e “Spear”, e estávamos garantidos com mais um novo campeão. Rey eliminou Jericho e eu pensava: “Vai ser o Edge a ganhar isto”. E lá conseguiu ganhar aplicando um bom do “Spear” e eu simplesmente pensei que este não ia ser o “main-event” do NWO e afinal foi.

 

 

Depois deste grande choque, no dia a seguir, o novo campeão mundial foi apresentado pela Vickie e este disse que ele não é como os outros que desiste de ir procurar um título. A Vickie ainda disse que já que a Stephanie acompanhou o seu irmão ao hospital, ela era a oficial com mais poder logo Edge é oficialmente o novo campeão. Cena apareceu, deu os parabéns a ele e tudo, mas Edge para tornar um bocado pessoal, lembrou o Cena do passado entre eles. Quando o campeão ia sair do ringue, Cena pegou nele e disse que o ia perseguir até conseguir aquilo que cria, ou seja, na Wrestlemania vamos sem dúvida ter Cena vs Edge, mas que desta vez tenha outra estipulação, tipo “Last Man Standing Match”. Eu só espero que a WWE não nos desiluda com as histórias boas que tem.

 

Achei foi interessante o facto de ter sido Mysterio quem fez os “Spots” mais malucos, como por exemplo, o Edge tê-lo elevado contra a cápsula e ter quase partido o vidro. É normal, ele é um lutador de manobras aéreas.

 

Nota: 18/20

 

Conclusão: Para quem pensava que este PPV ia ser um daqueles de transição, para aquecer as rivalidades digamos, não! Até foi muito engraçado, e com muitos choques, pois o Vince desta vez ficou preocupado que a gente ia descobrir rumores de que Edge ia ganhar o título, e então jogou pelo seguro e disse aos escritores para meterem o Edge a atacar o Kofi e para ele ganhar o título. Isto há última da hora. Penso que o pior combate da noite foi o da ECW, e eis a minha nota final:

 

Nota geral do PPV: Feitas as contas, a média dá 15,4 e eu concordo.

 

Ding-dong! Ding-dong! Ora bolas, parece que acabou o meu tempo! Fogo, mas o tempo tem de passar assim tão depressa? Parece que sim. Como já falei muito sobre o No Way Out e a Wrestlemania é só em princípios de Abril, ainda tenho muito que falar com vocês, sobre diversos assuntos e por isso a todos espero que leiam e comentem esta crónica e que não percam a próxima edição pois…

 

Destiny will be mine, see ya later…

Cumprimentos de,


FaBiNhO

 

PS: Na semana passada, recebi um comentário de uma certa pessoa, que eu fiz uma pequena preview, e que desci ao nível da escrita. Bem esta semana fiz o que ele disse, mas acho que exagerei um bocado.

publicado por FaBiNhO às 14:55
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De The Heartbreak Kid a 22 de Fevereiro de 2009 às 15:17
Boa Cronica Chavalo :D :D
Acontece que já tou farto de ouvir falar do NWO xD


De TheGreatOne a 22 de Fevereiro de 2009 às 18:14
Ta fixe, concordo com as tuas opinioes Fabinho.
Tambem concordo contigo THK ja tou farto de ler cronicas sobre o NWO.


De SPNET a 22 de Fevereiro de 2009 às 19:53
Boa crónica.

O NWO já foi muito debatido, mas também sobre quê que nós, crónistas iremos falar agora?


De HardyOTK a 24 de Fevereiro de 2009 às 17:49
boa cronica, mas ja tou farto de ver NWO a frente lol

es 1 gay fabinho xD

continua


De CM Tiago a 24 de Fevereiro de 2009 às 21:46
O tema já é secante é verdade, mas relataste-o muitissimo bem! Os meus parabens pah! :P

P.S.: Pessoal, fui praticamente chantagiado para vir aqui comentar :P


Comentar post

MENU RÁPIDO >>

 

ARQUIVOS >>

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009